16 August 2009

O Incrivel Amor De DEUS Por No's

O Incrivel Amor De DEUS Por No's
" Poderao, em comunhao com todos os outros crentes, compreender com clarea tudo o que representa o amor de CRISTO para convosco, em toda a sua dimensao: a sua extensao, profundidade, vastidao, enfim, a sua altura celestial." (Efesios 3:18)
Jorge Mateus, foi-lhe dito atraves do seu doctor, que estava ficando cego.
Para nao ser negado, perseguiu seus estudos, graduou-se na Universidade de Glasgow em 1981 aos 19 anos de idade.
Quando finalizou seu seminario, perdeu sua visao.
Para complicar ainda mais a situacao, sua noiva retornou-lhe o anel de noivado com uma nota " Nao posso viver a vida limitada 'as correntes de um homem cego."
Jorge nunca casou, e nunca se recuperou do seu coracao quebrado.
Ele tornou-se um poderoso poeta e pastor, dirigindo uma vida plena e inspiradora, mas ocasionalmente a dor da solidão rompia, como fez mais tarde no casamento da irmã.
A cerimonia trouxe-lhe de volta memorias do amor que perdeu.
Em resposta, ele tornou-se ao incrivel amor de DEUS para seu conforto e escreveu estas palavras em Junho 6 de 1882:
" O amor que nao me deixara', vou descansar minha alma em ti; eu te devolvo a vida que te devo, isso em profundidade do teu oceano onde seu fluxo e' rico e muito mais pleno."
Considere o amor teimoso de Oseias por sua mulher Gomer.
Esperando que se amassem um ao outro, ela arruinou sua vida.
Desamparado, ela foi colocada para venda num mercado de escravos.
Adivinhe quem foi la' para compra'-la?
Oseias quem nunca tirou seu anel de casamento do dedo.
"Disse-me o SENHOR: "Vai ter novamente com a tua mulher, tra'-la para junto de ti e ama-a, ainda que ela continue a amar o adulterio. Porque o SENHOR continua a amar Israel ainda que se tenha voltado para outros deuses, oferecendo-lhes preciosas oferendas." (Oseias 3:1)
DEUS ama-o com um amor incrivel.
Voce nao o pode ganhar sendo atraente, nem o perde por ser perdedor.
Mas pode ser cego e resistir!
Nao faca!
DEUS usa esta historia para ilustrar o SEU amor firme por no's.
Abraco, Yola Tatiana Veiga Bastos

No comments:

Post a Comment