9 November 2009

Para O Futuro

Introdução:
Que mudança na vida!
Imagine que você construiu Suas esperanças e sonhos de uma terra nova e maravilhosa.
Você planejou ter uma casa dos sonhos e uma fazenda dos sonhos.
Agora você sabe que isso nunca vai acontecer, porque você desconfiou de DEUS.
Vai viver e morrer como um nômade no deserto.
As boas notícias são que você não é mais um escravo.
Vive na presença de DEUS.
Como você agiria agora?
O que DEUS exige de você agora, que quebrou a sua confiança NELE?

Vamos continuar a nossa jornada com os israelitas enquanto eles caminham para longe da terra prometida! * Pecados Não Intencionais Leia Números 15:27-28 e Mateus 5:27-28.

O pecado no Antigo Testamento é semelhante ao pecado no Novo Testamento? a) Considere esses dois textos. Números nos diz que podemos pecar sem mesmo saber disso. JESUS nos fala em Mateus que podemos pecar sem mesmo fazer acção alguma. b) Existem nos Estados Unidos muitos crimes nos quais é requerido que haja “intenção”, para que seja considerado um crime. Números 15:27 nos fala que podemos pecar sem ter a intenção? (Provavelmente não. Sem dúvida o “pecador não intencional” pretendeu realizar o acto. O pecador simplesmente não sabia que aquilo era pecado.) # Isso já aconteceu com você – que você tenha pecado porque não sabia direito?

# Você pensava (esperava) que aquilo não fosse pecado, mas mais tarde viu que era? (Todos nós deveríamos desejar conhecer melhor a DEUS. Conforme nossa compreensão sobre e em DEUS e da vida aumentam, compreendemos que algumas de nossas acções e atitudes do passado estavam erradas.) # Se você é como eu, tenta justificar os teus pecados. Diz a si mesmo “isto, na verdade, não é realmente pecado”. Então DEUS faz alguma coisa que te dá uma visão muito clara do teu pecado. Isto soa familiar para você? Leia Números 15:29.

O que este texto fala acerca da atitude de DEUS com relação à Sua lei?

(DEUS acredita na “regra da lei”. A lei não muda de acordo com a pessoa. Uma lei para os ricos e famosos. Outra lei para os pobres e incultos. Outra lei para os estrangeiros. Todos são iguais sob a lei de DEUS.) * Pecados Desafiadores a) Leia Números 15:30-31.

Lembre-se do contexto dessa passagem. Essas pessoas acabaram de passar por pecados desafiadores. Eles desprezaram a DEUS, discutiram seriamente sobre apedrejar a Moisés e recusaram-se a entrar na terra prometida. Por que não foram “eliminados”? Como podem ainda ter algum futuro? a.1) A palavra hebraica para “desafiador” deveria ser traduzida como “mão alta”. O Comentário Bíblico de Wycliffe diz “com o punho erguido e fechado”. A recusa de Israel de entrar na Terra Prometida foi uma recusa de “punho fechado”? (Acabamos de aprender que DEUS acredita na “regra da lei”. Só podemos concluir que a recusa de entrar em Canaã, o desprezo demonstrado para com DEUS, por mais mal que seja, não era um pecado de “punho fechado”. Foi fraqueza e estupidez, e não uma atitude tão desafiadora que passou dos limites.) a.2)Quando o texto se refere a “ser eliminado” de seu povo, isto quer dizer ser morto? (Creio que não, mas isso vai ficar longe de ser esclarecido, conforme continuamos o nosso estudo.) b) Qual você acha que seja o propósito da “eliminação” (Considere a história do “filho pródigo” em Lucas 15:11-32. Este jovem pecou intencionalmente. Ele foi desafiador com relação às regras do seu pai. Ser “eliminado” da família, dos amigos e dos recursos o trouxe de volta à sua razão. Ele voltou para o seu pai, que o perdoou. Penso que este é o objetivo em Números.) b.1) Depois de nossa discussão, que tipos de pecados deveriam nos preocupar? (Aprendemos que podemos pecar de forma não intencional, que podemos pecar de forma intencional (mesmo ser praticar o acto) e que podemos pecar de forma desafiadora. O pecado desafiador nos torna “eliminados”, na esperança que recuperemos a nossa razão.) # Essas regras deveriam ser aplicadas aos membros da tua igreja local? Deveríamos ajudar uns aos outros em nossos pecados não intencionais e intencionais, mas “eliminar” aqueles que se envolvem em pecados desafiadores? c) Muitos cristãos vivem no que eu chamaria de “área de perigo”. Eles acreditam que são salvos pela graça (eles realmente são), acreditam que não podem conquistar a salvação (estão certos) e embora acreditem em “fazer a coisa certa”, lá no fundo acreditam que as suas ações não importam. DEUS vai perdoá-los de qualquer coisa que fizerem. Como você acha que DEUS vê alguém que peca, sabendo que é errado, pensando que DEUS o perdoará? Isto é pecado desafiador? * Transgressão do Sábado a) Leia Números 15:32-34. Qual é o relacionamento entre o que acabamos de discutir e este exemplo concreto? (O exemplo nos ajuda a decidir se as conclusões às quais acabamos de chegar são válidas. O exemplo e as instruções nos dão um quadro mais completo da atitude de DEUS com relação ao pecado.) a.1) À luz das regras que acabamos de discutir, por que é justo dizer que “não está claro” o que deveria ser feito com este transgressor do sábado? (O propósito e a atitude são críticas para decidirmos como lidar com o pecado. As pessoas não estavam certas das intenções dessa pessoa.) O que você acha que deveria ter sido feito a essa pessoa? Leia Êxodo 31:14-15. Qual é a penalidade estabelecida para a transgressão do sábado? # Você notou que “ser eliminado” e a morte são usados de forma intercambiável? a) Leia Êxodo 16:23. Vamos nos colocar no lugar do apanhador de lenha. Ele está se esgueirando na escuridão para apanhar lenha? (Não. Aparentemente ele está fazendo isso em plena luz do dia.) a.1) O que você acha que ele pretendia fazer com esta lenha? Ele estava apenas dando uma arrumada no deserto? (Sem dúvida o seu plano seguinte era fazer um fogo para cozinhar seu maná – plenamente à vista de todos.) # Baseado nesses fatos, você acha que isto era não intencional, intencional, ou desafiador? (Uma vez que este homem era parte do grupo parece ser impossível que fosse não intencional. Dado o seu provável curso de ação, este parece ser um pecado desafiador.) # Por muitos anos tirávamos férias acampando com nosso motor home. Muitas vezes eu fiz fogueiras no sábado, para que pudéssemos nos assentar em volta do fogo. A cada vez eu pensava o que a Bíblia diz acerca dos Sábados e do fazer fogo. Será que eu fui como aquele homem? (Espero que não. Qual era o “trabalho” de um israelita comum? Não seria apenas ajuntar lenha e fazer comida? Uma vez que a comida era fornecida, não consigo pensar em muitas outras coisas que eles poderiam ficar fazendo. Para mim, aquilo era pura recreação e descanso.) #Leia Números 15:35-36. O que este texto nos diz acerca da natureza do pecado do homem? (Que era um pecado desafiador. Neste caso, ser “eliminado” significava que lhe era tirada a vida.) a) Isto te parece um pouco severo demais? (O texto que lemos do Êxodo mostra que era sabido que a morte era a penalidade [por este pecado]. Suspeito que este homem, sabendo que eles estavam destinados a ficar no deserto, ainda estava em aberta rebelião contra DEUS. “Não vão me deixar entrar na terra prometida? Onde eu recuso a servir ou a obedecer a DEUS!”) a.1) Por que todo o povo fazia parte da equipa de execução? (Isto ajudava a reforçar a questão da obediência.) a.2) Este é JESUS, Este é o nosso mesmo DEUS? (Sim. Precisamos considerar tanto a história do filho pródigo quanto a história do apanhador de lenha. Temos um DEUS de amor e um DEUS de juízo. Dizer, “eu estou disposto a pecar porque sei que serei perdoado” não é uma boa abordagem.) Notas de Lembrança * Leia Números 15:37-41. Você acha que essas instruções tinham alguma coisa a ver com a história do apanhador de lenha ou as instruções anteriores? (Sim. DEUS diz “Quero que vocês conheçam minhas leis, quero que evitem pecados não intencionais e intencionais.” DEUS diz, “Não quero que vocês terminem como o apanhador de madeira.”) * Concentre-se na frase de Números 15:39 “ nem sigam as inclinações do seu coração e dos seus olhos.” Você já disse alguma vez “ DEUS me fez assim? ” DEUS me fez desejar [mulheres/homens]”? (O facto de que todos nós (sim, todos nós) desejamos alguma coisa que é inconsistente com a vontade de DEUS não justifica uma violação da lei de DEUS.) * Deveríamos estar pendurando anotações nas nossas roupas hoje? Se não, qual é o equivalente moderno disso? (Usar uma cruz? Ler a Bíblia? Duvido que a maior parte das pessoas para quem este texto foi endereçado era alfabetizadas. Esta era uma substituição prática para o texto escrito. Note que DEUS busca nos lembrar continuamente de Sua vontade.) * Amigo, isso é coisa séria. Foi negada às pessoas a entrada na terra prometida por causa disso. DEUS não os deixou como resultado do desprezo deles por ELE, mas ELE não deixou de lado Sua alta exigência de obediência. Você vai decidir hoje obedecer a DEUS – não importa o que o teu coração e os teus olhos possam desejar?

Abraco irmao(a), DEUS te abencoe.

Yola Tatiana Veiga Bastos

No comments:

Post a Comment