30 September 2010

Voce Tem Problemas?

Para a treva só há um remédio, a luz "Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo" (João 16:33). "Só existe um grupo de pessoas que não tem problemas e elas estão todas mortas. Os problemas são um sinal de vida. Então, quanto mais problemas uma pessoa tem, mais viva está." (Norman Vincent Peale) Ninguém gosta de enfrentar lutas e aflições. Quando isso acontece, sentimo-nos abatidos, sem ânimo, frustrados e até derrotados.
Mas a palavra do Senhor nos estimula: "Tende bom ânimo". O Senhor enfrentou problemas, mas em tudo foi vitorioso. E quando nos convida a confiar que também venceremos, deixa bem claro que estará ao nosso lado e que nos ajudará a alcançar a vitória almejada. As tempestades sempre chegam em determinados momentos, mas, elas passam. O choro pode nos incomodar durante toda uma noite, mas, o sorriso e alegria se apresentam pela manhã.
Os tropeços podem nos derrubar durante a caminhada, mas, ao levantarmos, retomaremos o caminho de nossas conquistas. Podemos nos sentir sós diante de algumas situações, mas, com certeza, o Senhor está ali, bem próximo, intercedendo por nós, esperando o momento de dizer: "Parabéns, você conseguiu!" Alguém já disse: "Não há vitórias sem lutas" e sabemos que nossa vida seria bem monótona se nada acontecesse para nos inspirar a buscar a realização de novos sonhos.
São os desafios que tornam a nossa vida empolgante. Podemos, assim, praticar a coragem e a ousadia, a fé e a determinação, a alegria de ver um obstáculo ser ultrapassado e a felicidade de ver o sol brilhar depois da tormenta. Você tem problemas?
Glorifique a Deus!
Viva a vida!
Abraco meu irmao(a), Yola Tatiana Veiga Bastos
DEUS te abencoe

25 September 2010

Balanco Espiritual

Se não tiver paixão, se não tiver emoção, se não me arrancar do chão, não serve. "Procura apresentar-te a Deus aprovado" (2 Timóteo 2:15). "Nós devíamos fazer um balanço de nossas vidas todas as noites: Que fraquezas eu dominei hoje? Que sentimentos de ira repeli? Que tentações resisti?
Que virtudes adquiri?" Como tem sido a nossa vida diante de Deus?
Temos demonstrado, em nossas atitudes, que houve uma verdadeira transformação desde que Cristo entrou em nossos corações? Temos abandonado os desejos carnais e aplicado os ensinos do Senhor na edificação de uma vida espiritual que glorifica o nome de Jesus? Quando deixamos a velha natureza mundana e começamos a desfrutar as delícias de um novo viver, agora dirigido por Deus, enfrentamos grandes provações.
Às vezes nos sentimos fracos na fé e precisamos lutar muito para repelir a força que nos puxa de volta para o mundo que com regozijo abandonamos. Às vezes as tentações parecem nos subjugar e temos de buscar forças para nos manter firmes no caminho de nosso Salvador. Sabemos que a nossa luta não é fácil, mas, sabemos também que podemos contar com a ajuda dAquele que perdoou os nossos pecados, que nos trouxe da escuridão para a luz, da morte espiritual para a vida abundante e eterna. Somos muito felizes e abençoados por poder estar agora na presença do Senhor. Ele nos fortalece e nos ajuda a dominar o ódio e o egoísmo, o orgulho e a arrogância, as fraquezas da carne e a insegurança. Nele resistimos as tentações e somos mais que vencedores em toda e qualquer situação. Quando Cristo é nosso Senhor e Mestre, aprendemos a amar ao próximo, a colocá-lo em primeiro lugar, a espalhar, no mundo, Sua luz e Seu perfume. No seu balanço diário, o que tem prevalecido: defeitos ou virtudes?
Abraco meu irmao(a), DEUS te abencoe
Yola Tatiana Veiga Bastos

A Bencao De Saber Esperar

"Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão"
(Isaías 40:31). Uma mãe estava preparando panquecas para seus filhos: Carlos, de 5 anos e Raul, de 4 anos.
Os meninos começaram a discutir sobre quem receberia a primeira panqueca. Sua mãe viu a oportunidade para uma lição moral.
"Se Jesus estivesse sentado aqui, ele diria: Deixe meu irmão ter a primeira panqueca. Eu posso esperar". Carlos voltou-se para seu irmão mais novo e disse: "Raul, você é Jesus!" Parece que a nossa historieta é coisa de crianças, mas, muitas vezes, isso acontece também conosco, adultos, cristãos.
Queremos ter sempre a primazia, o primeiro lugar, a preferência em tudo. Isso acontece em nossa casa, em nosso trabalho, em nossa igreja. Não sabemos esperar e achamos que todas as coisas giram ao nosso redor, como se mais nada importasse, como se ninguém mais merecesse ou tivesse o direito de receber aquilo que julgamos ser só nosso. Queremos ser distinguidos em tudo e não nos conformamos quando alguém ocupa o nosso lugar.
E, às vezes, mesmo quando recebemos a notoriedade que cremos merecer, ficamos aborrecidos quando outros recebem a mesma distinção.
Somos cristãos vaidosos, egoístas, soberbos. Dizemos que Cristo está em nossos corações, que Ele é amor, que somos Seus discípulos, mas, não o imitamos em nada. Os meninos da nossa ilustração não sabiam esperar.
Nós, quase sempre, também não sabemos esperar com paciência.
Se o que buscamos demora um pouco, somos tomados de angústia, de desânimo, de pessimismo. Perdemos as forças, a fé, a esperança. Quando aprendemos a confiar no Senhor Jesus, cremos que a nossa bênção virá, mesmo que demore um pouco.
A nossa esperança não desfalece, as nossas energias espirituais são renovadas, a certeza da vitória jamais nos abandona.
Ficamos felizes com as conquistas pessoais e com as conquistas dos irmãos e amigos.
Se os nossos sonhos são realizados em primeiro lugar, glorificamos a Deus. Se outros nos precedem, glorificamos também.
O que nos importa é que na hora do Senhor a nossa bênção chegará.
DEUS te abencoe meu irmao(a)
Abraco , Yola Tatiana Veiga Bastos

Pediu Bracos E Recebeu Pernas

Quando faço o bem, sinto-me bem; quando faço o mal, sinto-me mal. Esta é a minha religião.
"O qual, vendo a Pedro e a João que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola. E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda" (Atos 3:3, 6). O pregador estava visitando a casa de um dos membros de sua igreja. Durante o jantar, uma pequena menina, filha mais nova do dono da casa, dirigiu-se ao ministro e falou: "Eu ouvi o que você pregou hoje". "Ouviu mesmo?" perguntou o pregador. "Diga-me, então, sobre o que foi o meu sermão hoje?" "Você falou sobre um homem que pediu braços e recebeu pernas".
(Nota: A história é traduzida. O pregador falou sobre um homem pedindo "alms" - esmolas, e a pequena menina entendeu "arms" - braços) Apesar de nossa ilustração ser engraçada, pela confusão de palavras da garota, conduz-nos a uma reflexão séria. Muitas vezes pedimos alguma coisa a Deus e parece que Ele não nos atende.
Nem nos damos conta de que Ele respondeu, sim, mas de outra maneira. Nem sempre o que buscamos de Deus é o melhor para nós.
E Ele sabe qual a nossa real necessidade.
O coxo da porta do templo pedia esmolas, mas, o que recebeu foi muito melhor do que uma simples moeda. Ele podia agora andar, trabalhar, ganhar seu sustento, e viver de forma abundante e feliz.
Ele não recebeu o que pediu, porém, começou a dar glórias a Deus pela grande bênção alcançada. Como reagimos quando Deus não nos dá o que pedimos?
Temos compreendido que Ele nos ama e que a Sua resposta é sempre a melhor possível?
Temos colocado a nossa vontade em plano inferior à vontade do Senhor?
Temos nos submetido à Sua direção, crendo que é o caminho mais apropriado para uma vida plena de conquistas? Muitas vezes perdemos um longo tempo aguardando uma bênção de Deus quando ela já veio e de forma melhorada.
Todos os ingredientes necessários à nossa vitória estão à nossa frente e continuamos murmurando pela falta de resposta.
E só o que nos resta é abrir os olhos espirituais e ver as grandes maravilhas do Senhor... e exultar de alegria... e viver.
DEUS te abencoe meu irmao(a)
Yola Tatiana Veiga Bastos

23 September 2010

Os Santos

rago em mim o germe, o início, a possibilidade para todas as capacidades e confirmações do mundo. "... aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo o lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso" (1 Coríntios 1:2). As Escrituras nos falam de "santos". Esta palavra é definida de várias maneiras, mas, ao buscarmos seu significado no Novo Testamento, entendemos que se refere a um pecador morto, revisado e restaurado." Quem são os santos? São homens e mulheres que se colocaram diante do altar do Senhor, abriram os seus corações para serem usados com poder e graça e dedicam suas vidas a fazer a vontade de Deus. O santo é uma "nova criatura", que abdicou dos prazeres ilusórios do mundo e tem se dedicado a desfrutar da alegria verdadeira na presença do Salvador Jesus Cristo. E se o pecado não mais nos domina, caminhamos na certeza de que Deus está à nossa frente, dirigindo nossos passos, consolando-nos nas horas de angústia, sorrindo conosco nos momentos de alegria, cumprimentando-nos por ocasião de nossas conquistas. O Senhor Jesus nos animou: "Sede santos".
Devemos então ser perfeitos?
Não errar nunca?
Ele sabe que somos humanos e falhos, mas, espera que não tenhamos mais prazer no pecado e que procuremos viver conforme Seus ensinos.
Ele deseja que não estejamos mais divididos, uma hora em Sua presença e outra longe dele, servindo a outro senhor. Ele nos preparou um caminho de bênçãos, de vitórias, de grande felicidade. Queremos ser santos.
Queremos depender de Deus em todas as circunstâncias.
Queremos amá-lo acima de tudo e também aos nossos irmãos, como Ele nos ensinou.
Queremos falar com Ele antes de sair para o trabalho, antes de ir para a faculdade, antes de adquirir um patrimônio, antes de ir ao mercado para as compras de nossa casa.
Queremos dizer a Ele que dependemos dEle e sem sua direção, nada sabemos fazer e nada queremos fazer. Sim, somos santos e o Senhor é o nosso Deus.
Abraco meu irmao(a), Yola Tatiana Veiga Bastos
DEUS te abencoe

16 September 2010

Alegres Pela Alegria Dos Outros

Se nós realmente amamos a nós mesmos, tudo em nossa vida dá certo.

"Para que eu veja os bens de teus escolhidos, para que eu me alegre com a alegria da tua nação" (Salmos 106:5). Um cachorro estava deitado em um estábulo e rosnava cada vez que os bois se aproximavam para comer o feno que havia sido colocado ali para eles.

"Que Cachorro egoísta!" disse um dos bois para seus companheiros; "ele não pode comer o feno, e ainda impede que os que podem o façam". Satanás é como aquele cachorro. Porque ele perdeu seu lugar no Paraíso, está ardentemente determinado a impedir que todo humano herde o que ele perdeu! O egoísmo, a inveja, a vingança, são atitudes comuns àqueles que não conhecem a Deus. São próprias do adversário do Senhor.

Ele perdeu tudo e deseja que todos percam também.

O filho de Deus age de forma diferente. Ele tem prazer em

ver a felicidade dos que o cercam. Ele se alegra quando um

irmão é abençoado, quando alcança o sucesso, quando realiza

um grande sonho. Ele está pronto a ajudar, a estender a mão,

a repartir o que tem, mesmo que seja muito pouco.

O cristão aprende sobre o amor e deseja praticá-lo a todo

momento e em qualquer situação. Ele aprende que Deus é amor

e quer ser um discípulo fiel e verdadeiro.

Aqueles que têm o coração fechado para Cristo não

compreendem o valor de ser uma bênção em Suas mãos. Se têm

muito, querem ter mais e ignoram os que nada têm. Se têm

pouco, murmuram por tudo e invejam aqueles que possuem

alguma coisa. Nunca estão satisfeitos e parece que estão

sempre de mal com a vida.

Aqueles que abrem o coração para o Salvador, estão sempre

satisfeitos e mais satisfeitos ficam quando podem ser úteis

à comunidade. A sua maior felicidade é ser uma bênção para

todos e, principalmente, para Deus.

Alegre-se com a alegria dos outros.

É o melhor caminho para

ser feliz... sempre.

DEUS te abencoe meu irmao(a)

Abraco, Yola Tatiana Veiga Bastos

Felizes Na Correcao

Saber não é suficiente; devemos aplicar. Querer não é suficiente; devemos fazer.
"Eis que bem-aventurado é o homem a quem Deus corrige; não desprezes, pois, a correção do Todo-Poderoso" (Jó 5:17). Ele é feliz porque a correção tem o propósito de conduzi-lo por caminhos de bem-aventuranças e paz.
Ele é feliz porque não existe dureza desnecessária nesta correção.
Ele é feliz porque o castigo não é contra ele mas contra seus piores inimigos, os pecados.
Ele é feliz porque recebe palavras abundantes de consolação.
Ele é feliz porque o Senhor castiga a quem ama.
Ele é feliz porque a sua leve aflição é momentânea. Quando a nossa vida é cheia de caminhos floridos e perfumados, concluímos que somos muito abençoados.
Quando enfrentamos lutas e problemas, sentimo-nos isolados, abandonados por Deus e, de certa forma, punidos por alguma coisa que fizemos.
Quando tudo vai bem achamos que somos felizes e quando as coisas estão complicadas para nós, cremos que somos as mais infelizes das criaturas. Mas a Palavra do Senhor nos mostra que podemos ser felizes em ambos os casos.
Devemos nos alegrar quando o brilho de Cristo está em nós e nossas atitudes glorificam o Seu nome e também quando o Senhor nos corrige, revelando que o nosso brilho está fraco ou não existe mais e que precisamos reavivá-lo.
As duas situações mostram o amor de Deus para conosco e que só temos motivos para engrandecê-Lo. Ao sentirmos a repreensão do Senhor, sabemos que Deus está agindo em nossas vidas espirituais e que grandes coisas começarão a acontecer.
Ele nos limpará de todo mal, afugentará o pecado que nos agride, impedirá que a desesperança venha nos visitar, removerá de nossos corações todas as dúvidas e incertezas, encherá as nossas lâmpadas com o azeite de Seu Espírito, e os nossos caminhos voltarão a ser floridos e perfumados. Você acha que não é feliz porque passa por momentos de angústia?
Pode ser apenas uma leve correção do Senhor! Sorria... você tem tudo para ser muito feliz.
DEUS te abencoe meu irmao (a)
Abraco , Yola Tatiana Veiga Bastos

12 September 2010

Olhando Para Ele

A cada dia faça algo que te deixe feliz.
"Olhando para Jesus, autor e consumador da fé" (Hebreus 12:2). Dannecker, escultor alemão, levou oito anos para produzir uma obra da face de Cristo.
Todos os que observavam o trabalho, podiam perceber na escultura, o amor do Salvador e o sofrimento pelas lutas travadas em sua passagem por este mundo.
Logo a seguir, o artista foi convidado a empregar seu enorme talento em uma estátua de Vênus.
Como resposta ao convite, ele disse: "Após contemplar, por longo tempo, a face de Cristo, poderia eu virar minhas atenções para uma deusa pagã?" Poderíamos nós, cristãos, após experimentar uma vida transformada pelo amor do Senhor Jesus, desejar retornar aos prazeres enganosos do mundo?
Seria possível que voltássemos a viver de forma vazia e sem atrativos, caminhando por sendas que a nenhum lugar levam?
Haveria algum prazer na troca do certo pelo incerto, do belo pelo feio, da alegria pela tristeza, da salvação pela perdição? Estamos esculpindo, dia após dia, o nosso porvir.
A cada passo percebemos se a obra produzida está melhor ou pior.
Às vezes precisamos refazer tudo e começar novamente o trabalho.
Mas, quando o Senhor entra em nossos corações, nossos passos se tornam mais firmes, mais seguros, mais atraentes, mais prazerosos, mais estimulantes.
A obra se torna mais fácil de esculpir, os retoques se tornam menores, a satisfação sentida é bem maior, seguimos em frente sabendo que ao final, contemplaremos com muita alegria o nosso sucesso, a nossa grande bênção. Quando olhamos para Jesus, nossa fé é fortalecida, nossas esperanças são renovadas, nossas dúvidas são sanadas, nossos anseios são satisfeitos.
Nele somos felizes, somos completados. Você ainda busca encontrar a razão de sua vida?
Olhe para o Senhor e sua procura estará encerrada.
Abraco, DEUS te abencoe meu irmao(a)
Yola Tatiana Veiga Bastos

2 September 2010

Uma Chave Ajustada 'A Fechadura

Não conseguimos segurar uma tocha para iluminar o caminho de outra pessoa, sem clarearmos o nosso próprio.
"Orai sem cessar" (1 Tessalonicenses 5:17). "A oração é o remédio que vai curar todos os males. A oração é uma espada que vai cortar todos os nós e amarras.
A oração é a chave que se encaixa na fechadura da casa do pecador, livrando-o de todos os seus pavores e na fechadura da casa do cristão bloqueando toda tristeza." (Charles Spurgeon) Qual tem sido a nossa experiência?
Temos reservado algum tempo para Orar?
Temos tido o prazer de falar, constantemente, com Deus? Em que ocasiões O temos procurado?
Costumamos dirigir-lhe uma palavra somente quando estamos vivendo um momento de crise?
Lembramos dele apenas quando a angústia se apodera de nosso ser?
Ou temos conversado com Ele a todo instante, quando acordamos, quando nos preparamos para ir trabalhar, quando nos dirigimos aos estudos, quando estamos na cozinha preparando o almoço, quando nos sentamos em uma cadeira para descansar, quando nossos queridos saem, confiando que os guardará até que retornem para casa, quando nos deitamos para dormir... Ah, como faz bem para nós os momentos de oração!
Os problemas são esquecidos, as dificuldades são superadas, as decepções se transformam em um estímulo para um recomeço, as tempestades dão lugar a um dia ensolarado e cheio de prazer. Orar é mais do que apenas falar com Deus.
É sentir a Sua presença, é ouvir Sua terna voz, é desfrutar de Seus ensinos, é sentir as carícias de Seu Espírito.
Um dia sem orações é vazio e sem atractivo.
Um dia de bate-papo com o Senhor é repleto de gozo e satisfação, de alegria e refrigério, de sonhos e conquistas, de uma certeza plena de que tudo irá bem para nós. Use a chave da oração para abrir sua porta da vida abundante e eterna.
DEUS te abencoe meu irmao (a)
Abraco, Yola Tatiana Veiga Bastos

Tempo De Descansar

Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os DEUS.
"Ao que ele lhes disse: Vinde vós, à parte, para um lugar deserto, e descansai um pouco. Porque eram muitos os que vinham e iam, e não tinham tempo nem para comer" (Marcos 6:31). Um membro de igreja aproximou-se de seu pastor e disse: "Eu liguei para você na segunda-feira mas não o encontrei".
O pastor explicou que era seu dia de folga e que havia saído com a família.
"O que?" falou com espanto e demonstrando toda a sua santa indignação, "o diabo não tem um dia de folga".
"Você está certo, " disse o ministro, "e se eu não tiver um dia de folga, apenas seria igual a ele!" Muitas vezes, na ânsia de servir, de mostrar toda a nossa capacidade, de tentar alcançar nossos sonhos e até de demonstrar nossa santidade e espiritualidade, enveredamos por uma estrada de grandes esforços que só nos levará ao cansaço e decepções. Trabalhar bem não significa trabalhar sem parar. Servir, com dedicação, a Deus, não significa doar-se completamente, deixando de lado nossas obrigações pessoais e familiares.
O próprio Senhor ensinou isso a Seus discípulos. Se negligenciamos os cuidados do lar, do marido e esposa, dos filhos e do nosso relacionamento com a sociedade, todo o nosso trabalho incessante e espiritual, de nada servirá. É necessário um equilíbrio, um esforço consciente, um descanso para recuperar forças e novos aprendizados.
Um trabalho menor, mas de melhor qualidade, é muito mais importante e de maior valor para todas as áreas de nossa vida. Eu gosto do texto bíblico que fala da grande pescaria no Mar da Galiléia.
O grande milagre não aconteceu após o trabalho de toda uma noite, mas, após um pequeno intervalo onde os discípulos pararam para descansar e limpar suas redes. Se o cansaço de muitas tentativas, sem sucesso, tem lhe desanimado, lembre-se do ensino do Mestre.
Pare um pouco, descanse no Senhor, busque Sua direção e ensinamentos. Ele renovará suas forças, seu vigor espiritual, sua fé e sua esperança. Você verá que, debaixo de Sua graça, as bênçãos serão maiores e o trabalho menor.
DEUS te abencoe meu irmao(a)
Abraco, Yola Tatiana Veiga Bastos