25 September 2010

Pediu Bracos E Recebeu Pernas

Quando faço o bem, sinto-me bem; quando faço o mal, sinto-me mal. Esta é a minha religião.
"O qual, vendo a Pedro e a João que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola. E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda" (Atos 3:3, 6). O pregador estava visitando a casa de um dos membros de sua igreja. Durante o jantar, uma pequena menina, filha mais nova do dono da casa, dirigiu-se ao ministro e falou: "Eu ouvi o que você pregou hoje". "Ouviu mesmo?" perguntou o pregador. "Diga-me, então, sobre o que foi o meu sermão hoje?" "Você falou sobre um homem que pediu braços e recebeu pernas".
(Nota: A história é traduzida. O pregador falou sobre um homem pedindo "alms" - esmolas, e a pequena menina entendeu "arms" - braços) Apesar de nossa ilustração ser engraçada, pela confusão de palavras da garota, conduz-nos a uma reflexão séria. Muitas vezes pedimos alguma coisa a Deus e parece que Ele não nos atende.
Nem nos damos conta de que Ele respondeu, sim, mas de outra maneira. Nem sempre o que buscamos de Deus é o melhor para nós.
E Ele sabe qual a nossa real necessidade.
O coxo da porta do templo pedia esmolas, mas, o que recebeu foi muito melhor do que uma simples moeda. Ele podia agora andar, trabalhar, ganhar seu sustento, e viver de forma abundante e feliz.
Ele não recebeu o que pediu, porém, começou a dar glórias a Deus pela grande bênção alcançada. Como reagimos quando Deus não nos dá o que pedimos?
Temos compreendido que Ele nos ama e que a Sua resposta é sempre a melhor possível?
Temos colocado a nossa vontade em plano inferior à vontade do Senhor?
Temos nos submetido à Sua direção, crendo que é o caminho mais apropriado para uma vida plena de conquistas? Muitas vezes perdemos um longo tempo aguardando uma bênção de Deus quando ela já veio e de forma melhorada.
Todos os ingredientes necessários à nossa vitória estão à nossa frente e continuamos murmurando pela falta de resposta.
E só o que nos resta é abrir os olhos espirituais e ver as grandes maravilhas do Senhor... e exultar de alegria... e viver.
DEUS te abencoe meu irmao(a)
Yola Tatiana Veiga Bastos

No comments:

Post a Comment