11 October 2010

Como Uma Nota Rasgada E Queimada

"E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas" (Marcos 11:25). "Eu posso perdoar, mas, eu não posso esquecer" é apenas um modo de dizer "eu não perdoarei".
Perdão deve ser como uma nota cancelada, rasgada em duas e queimada totalmente, para nunca poder ser mostrada outra vez. (Henry Ward Beecher)
Muitas pessoas passam a vida sofrendo por não serem capazes de perdoar. Carregam, nas costas, o fardo da mágoa e do ressentimento sem perceber que todo o peso cessaria no momento que o largassem no chão.
Sabem qual o motivo de sua infelicidade, mas, não abdicam do direito de conservá-lo por todos os seus dias. Como no texto de Beecher, não esquecem porque não querem esquecer; não perdoam porque não querem perdoar; não têm a alegria de um coração livre porque não querem trocar o peso da falta a ser perdoada pelo bálsamo do amor e da felicidade oferecido pelo Senhor Jesus Cristo. E pior do que a falta de perdão por atitudes cometidas por outros é a falta de perdão aos erros cometidos por nós mesmos.
Às vezes cometemos falhas e nos sentimos frustrados por havê-las cometido. Mas não podemos viver eternamente nos questionando por isso.
Não podemos guardar no coração o sentimento de revolta por tomarmos atitudes que conduziram ao erro e nem por não termos tomado atitudes corretas por falta de ousadia e coragem. As quedas devem ser seguidas de um recomeço.
As frustrações devem dar lugar à fé.
Os erros, sejam de nosso próximo ou de nós mesmos, têm de ser substituídos por perdão.
Só assim viveremos abundantemente...
só assim seremos verdadeiramente felizes. Você tem rasgado e queimado as suas mágoas?
DEUS te abencoe, Abraco forte meu irmao(a)
Yola Tatiana Veiga Bastos

No comments:

Post a Comment