22 July 2011

Enquanto É Dia


"Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto
é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar" (João
9:4).


Você já gastou um pouco de seu tempo para ir visitar uma
pessoa que vive só? Escreveu uma carta ou mandou um email
para alguém de quem se lembrou, de repente? Leu a Bíblia
para uma pessoa que não pode ler sozinha, por estar enferma?
Encorajou alguém que esteja passando um momento de
dificuldade na vida cristã? Orou por alguém que esteja
hesitante na fé? Procurou estudar a Bíblia com uma pessoa
que esteja perdida? Disse a um adolescente que estava se
orgulhando dos seus esforços para viver na presença do
Senhor? Gastou mais tempo orando do que no telefone
conversando? TODO CRISTÃO PODE FAZER ALGO para ENCORAJAR
OUTRA PESSOA!


O que temos, realmente, feito para a edificação do reino de
Deus? Qual tem sido a nossa atuação como discípulos de
Cristo? Que testemunho temos dado de transformação de vida?
Quais têm sido as nossas novas prioridades? Ou continuamos
vivendo da mesma forma que vivíamos antes de um encontro
pessoal com o Salvador?


No início de nossa reflexão, citei várias coisas importantes
na vida de um cristão. Se eu me dedico a cumpri-las, mostro
que Cristo realmente faz parte de minha vida. Se as ignoro,
mostro que Cristo continua sendo apenas coadjuvante em meus
propósitos. Se Cristo vive em mim, eu me preocupo com os que
estão a meu redor. Quero vê-los felizes, abençoados,
vitoriosos. E se eu posso ajudá-los no crescimento
espiritual, mais feliz do que eles serei eu mesmo.


Se, como um filho amado de Deus, quero ajudar aos meus
irmãos a orar, a ler a Bíblia, a brilhar em um mundo
tenebroso, é necessário que, primeiro, eu mesmo tenha uma
vida de oração, de estudo da Palavra, de comunhão íntima e
constante com o Senhor Jesus Cristo.


Todo cristão pode e deve trabalhar para o Senhor. Em que
você tem trabalhado?

DEUS te abencoe meu irmao(a)

21 July 2011

A Chave De Ouro Do Palácio Real


"Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem
feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome" (João
1:12).


Era costume, na Espanha, o rei conceder aos nobres de
posição elevada, uma chave que era colocada no cinto, como
sinal de honra, para que pudessem entrar a qualquer hora no
palácio real. Nossa Bíblia é tida como uma chave de ouro que
permite aos que a possuem, entrar a qualquer momento, na
casa do tesouro do Rei dos reis.


Somos filhos de Deus. Somos herdeiros dos Céus de glória.
Recebemos, ao aceitar Cristo no coração, a permissão
maravilhosa de entrar na sala do trono real, na presença de
nosso Deus, o Senhor dos senhores, Aquele que é o Princípio
e o Fim, que escreveu o nosso nome em Seu Livro de vida, e
que preparou uma morada celestial para que pudéssemos ali
viver, em plenitude de júbilo, para sempre.


A chave da bênção eterna é concedida aos nobres do reino de
Deus. E para que nos tornemos nobres, de posição elevada,
não precisamos ter dinheiro, ou antepassados ilustres, ou
qualquer título de nobreza deste mundo. É necessário apenas
que creiamos em Jesus, que nos arrependamos dos pecados, que
aceitemos a Cristo como nosso Senhor e Salvador.


Mais importante e valioso que o título de Duque, ou de
Marquês, ou de Barão, é termos o nobre título de "filhos de
Deus". Nenhum título honorífico é superior ao de filho do
Deus Todo Poderoso.


De posse dessa chave, podemos entrar e falar com o nosso
Senhor a qualquer instante. Podemos lhe pedir socorro nas
horas de angústia, podemos pedir ajuda para vencer um
obstáculo, podemos pedir cura na hora de uma enfermidade,
podemos pedir direção quando estamos perdidos no caminho, e,
especialmente, podemos simplesmente dizer: "Obrigado Senhor,
por todas as bênçãos que tenho recebido".


Você já tem essa chave? Não deixe de usá-la, em qualquer
circunstância.


DEUS te abencoe meu irmao (a)

20 July 2011

A Praia Das Bênçãos


"Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas,
nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por
onde quer que andares" (Josué 1:9).

Ele estava lá, nadando na água fria, batalhando heroicamente
contra as ondas. "Só meia milha mais", ele pensou, "e eu
chegarei à margem." Suas braçadas estavam ficando mais
fracas; ele erguia o braço com muita dificuldade. A praia
estava só alguns metros à frente. Seus últimos esforços
haviam sido demais: ele começou a ficar atordoado. Então,
sua cabeça começou a nadar e levou-o para a orla.

Muitas vezes a nossa vida se assemelha a do personagem de
nossa ilustração. Lutamos contra as dificuldades e parece
que nossas forças estão acabando. Insistimos e perseveramos
na insistência. Não queremos desanimar, mas, tudo parece
perdido. Tentamos dar um passo a mais e não achamos ânimo
para isso. Nosso corpo nos manda parar, desistir,reconhecer
a derrota. Nossa alma chora, lágrimas de frustração caem de
nossos olhos, uma dor inquietante fere nossos corações, como
espinhos angustiantes. Porém, somos filhos de Deus, amados
do Senhor, separados para uma vida vitoriosa. No momento de
maior aflição, nossa mente nos lembra de que nada impedirá a
nossa vitória. Mesmo que não exista mais força espiritual,
nossa fé nos faz nadar no mar das bênçãos de Deus e, quando
tudo parece estar perdido, lá estamos nós, na orla da graça,
na margem da alegria, no cais da vida abundante de Deus.

O meu corpo inteiro se regozija na presença do meu Salvador.
Quando alguma parte de meu ser está fraca, a outra me guia
pelo centro da vontade do Senhor. Quando as lutas deste
mundo me atordoam, meu ouvido me lembra: "Estou ao seu lado.
Não tema. Eu ajudarei você a chegar ao porto de sua
felicidade". Quando, a vitória contra a desesperança sorri
para mim, minha boca, junto com todos os outros membros de
meu corpo espiritual, brada em alta voz: "Obrigado Senhor.
Eu sozinho nada sou, mas, com Cristo no meu coração, não
haverá ondas de dúvidas e nem água fria de desencorajamento
que me impeça de realizar cada um de meus sonhos".

Tenha fé, logo você alcançará a praia de suas bênçãos.

DEUS te abencoe meu irmao(a).
Yola Tatiana Veiga Bastos

19 July 2011

Ansiamos Por Mais... Por Que?


"O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as
vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus" (Filipenses
4:19).


Durante a Guerra Revolucionária na América, alguns oficiais
britânicos, os portadores de uma bandeira da paz, foram
convidados pelo General dos Insurgentes, para jantar com
ele. Eles aceitaram o gentil convite e foram conduzidos a
uma barraca onde um oficial estava assando algumas batatas
em um fogão de acampamento. Esperando uma mesa arrumada com
esmero, os oficiais britânicos ficaram surpresos quando o
oficial que preparava a comida sacudiu as cinzas das batatas
e colocou-as na mesa para o jantar do general e seus
convidados. Quando os oficiais britânicos retornaram a seu
próprio acampamento, eles contrastaram a alimentação dos
soldados americanos com sua própria alimentação, bem mais
refinada e cara. Eles refletiram sobre suas grandes
necessidades de satisfação e comodidade sem levar em conta
as circunstâncias.


Talvez seja esse o maior problema em relação à nossa
satisfação e felicidade. Estamos sempre reclamando porque
não temos isso e aquilo, porque o nosso vizinho conseguiu
mais do que nós, porque muitos de nossos sonhos nunca são
realizados. Queremos sempre o máximo, não nos contentando
com o que já temos e que já nos é suficiente. Ansiamos por
mais... muito mais, e não seremos felizes até que o
alcancemos. E, se o alcançamos, é provável que de nada
sirvam para nós.


Tão bom seria se aprendêssemos a nos contentar com o que
Deus nos dá. Ele nos prometeu suprir todas as necessidades
e, certamente, o que nos dá é a medida certa para nosso
prazer e regozijo. Poderíamos, sim, ser muito mais felizes
se o egoísmo de desejar mais não servisse de obstáculo em
nosso caminho de felicidade.


Agradeçamos a Deus e sejamos felizes com o que temos. Se Ele
nos der mais...continuemos felizes e agradecidos.

DEUS vos abencoe meu irmao(a).

Yola Tatiana Veiga Bastos

18 July 2011

Tu És A Nossa Alegria


"... portanto não vos entristeçais; porque a alegria do
SENHOR é a vossa força" (Neemias 8:10).


Entre os alunos de uma escola, estava um jovem que usava
muletas. Embora não fosse bonito, tinha um talento especial
para amizade e otimismo. Ele ganhou muitas honrarias
escolares e também o respeito de seus colegas. Certo dia, um
aluno novo lhe perguntou a causa de sua incapacidade.
"Paralisia infantil", respondeu o jovem. "Com um infortúnio
assim", exclamou o colega, "como você consegue enfrentar o
mundo com tanta confiança e alegria?" "Oh", respondeu o que
usava muletas, "a doença nunca tocou em meu coração."


Por que permitimos, às vezes, que os motivos de nossas
angústias entrem em nosso coração? Por que não deixamos, do
lado de fora,todas as nossas tristezas e frustrações? Na
maioria das vezes, elas entram porque o nosso coração está
vazio, sem a presença de Cristo, que além de ser um
manancial de bênçãos para nossas vidas, impede a entrada de
tudo que tire nossa paz, nossa alegria e a certeza de nossas
vitórias.


Pode a paralisia infantil de um jovem, tirar-lhe a
felicidade? Não. Pode a cegueira de um missionário,
tirar-lhe a fé e a confiança em uma vida cheia de
conquistas? Não. Podem os problemas financeiros, ou de
enfermidades, ou de solidão, ou de decepções, impedir que
você seja feliz? Claro que não.


Existe um poema de Gióia Junior que eu gosto muito. Ele
termina da seguinte maneira: "Cantai, ó povos da terra!
Cantai de noite e de dia, na tarde pesada e morna, na manhã
ágil e fria, na aflição, ou na ventura, ao nascer, ou na
agonia: Jesus -- Senhor dos senhores, Tu és a nossa alegria!
Tu és a nossa alegria! Tu és a nossa alegria!"


Quando as lutas se apresentarem diante de você, levante os
olhos para os Céus e diga ao Senhor Jesus: "Apesar de todos
os contratempos, Tu és, Senhor, a minha alegria!"

DEUS te abencoe meu irmao(a).


Yola Tatiana Veiga Bastos

16 July 2011

Segurança Máxima

"Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, SENHOR,
me fazes habitar em segurança" (Salmos 4:8).


Uma história verdadeira: Um casal aposentado estava alarmado
pela ameaça de guerra e armas nucleares. Por esse motivo,
eles empreenderam um estudo sério sobre todos os lugares
habitados no globo. Seu objetivo era encontrar o lugar menos
provável de ser atingido pela devastação causada por guerras
e destruição nuclear. Eles almejavam encontrar um local de
segurança máxima. Então o casal estudou e viajou, viajou e
estudou. Finalmente encontraram o lugar. Eles fizeram os
planos e venderam a sua casa. Organizaram seus pertences e
mudaram. No Natal de 1981, eles enviaram a seu pastor um
cartão de sua nova casa. Três meses mais tarde, o pastor
estava orando por sua segurança. A casa deles ficava nas
Ilhas Falkland. O lugar foi invadido pelas tropas argentinas
em 2 de abril de 1982.


O mundo em que vivemos oferece muitos enganos e perigos. Só
há um lugar verdadeiramente seguro para nós: na presença do
Senhor. Ali não há enganos, não há discórdias, não há
traições, não há dúvidas e nem incertezas. Na presença do
Senhor há vida, há paz, há esperança, há amor e compreensão.
Ele nos abriga e protege, nos consola e anima, nos conduz
por campinas verdes e águas tranquilas de descanso.


Quando as lutas e dissensões nos cercam, Ele nos reveste de
Seu amor. Quando as aflições tentam nos atingir, Ele nos
reveste de esperança e fé. Quando a morte se aproxima, Ele
nos reveste de vida abundante e eterna.


Se desejamos, como aquele casal americano, habitar em
perfeita segurança, não precisamos fazer grandes estudos e
nem muitas viagens. Basta que nos apresentemos diante do
trono de Deus e convidemos Cristo a entrar em nossos
corações. Onde estivermos, Ele estará também e, onde Ele
está, a segurança é máxima... sempre!

DEUS te abencoe meu irmao(a).



Yola Tatiana Veiga Bastos

14 July 2011

Todos Os Dias...



"Eu te exaltarei, ó Deus, rei meu, e bendirei o teu nome
pelos séculos dos séculos e para sempre. Cada dia te
bendirei, e louvarei o teu nome pelos séculos dos séculos e
para sempre" (Salmos 145:1, 2).


Um famoso instrumentista internacional costumava dizer: "Se
eu não praticar um dia, ninguém perceberá. Se eu não
praticar dois dias, eu perceberei. Se eu não praticar três
dias, o mundo inteiro perceberá."


O que podemos dizer, sobre isso, em relação à nossa vida
espiritual? Se deixarmos de nos relacionar com o Senhor por
um dia, provavelmente ninguém notará essa nossa fraqueza. Se
deixarmos Cristo fora de nossas atitudes por dois dias, logo
sentiremos que as coisas não vão bem para nós. Se ignorarmos
as coisas de Deus por três dias ou mais, perderemos a paz
que só Cristo dá, perderemos o regozijo que só podemos
encontrar na presença do Senhor e todos ao nosso redor
testificarão de que o brilho por nós apresentado em todas as
circunstâncias, já não existe mais. A nossa genuína
felicidade depende de um contato diário e verdadeiro com o
nosso Senhor e Salvador. Somente em Sua presença achamos a
plenitude da alegria.


O segredo de uma vida de vitórias e realizações é estar,
cada dia, diante do altar de Deus. Ele é a nossa força, o
nosso estímulo, a nossa inspiração, a fonte de todas as
nossas bênçãos. Ele nos anima, nos orienta, nos dirige os
passos, nos mostra o caminho das grandes conquistas.


Quando compreendemos que as bênçãos nos acompanharão se
estivermos todos os dias diante do Senhor, então não haverá
obstáculo que não possa ser ultrapassado, não haverá lutas
que não possam ser vencidas, não haverá sonhos que não
possam ser realizados. Com Cristo em nossos corações, somos
e seremos sempre mais que vencedores.


Você tem exercitado sua fé e colocado sua confiança todos os
dias na presença do Salvador? Ou O tem buscado apenas nos
momentos de aflição?

DEUS te abencoe meu irmao(a).

Yola Tatiana Veiga Bastos

12 July 2011


"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as
coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo" (2
Coríntios 5:17).


"Não há renovação espiritual se não nos arrependermos de
tudo que colocamos no lugar da vontade de Deus para nossas
vidas. A verdadeira renovação nos leva a um relacionamento
pessoal com Jesus Cristo como Salvador (novo nascimento) e a
uma submissão a Ele como Pastor soberano."


Como poderemos dizer que somos novas criaturas, que as
coisas antigas ficaram para trás, que fomos renovados pelo
Espírito Santo, que não temos mais aquela vida fútil e
insípida que levávamos antes de conhecer o Senhor, se
continuamos a mostrar os mesmos galhos secos e sem frutos da
velha natureza?


Conversão não significa apenas mudar de igreja, ou usar uma
camiseta com um versículo bíblico, ou carregar uma Bíblia
debaixo do braço. Antes de uma mudança exterior, é
necessário que mudemos por dentro, que compreendamos o que
significa ser um "filho de Deus", que nos apresentemos como
verdadeiros discípulos e imitadores do Senhor, que passemos
a mostrar o brilho e a beleza de Cristo em nossas atitudes.


Como poderemos ter coragem de dizer que somos do Senhor se
Ele não faz parte de nossas prioridades? Como nos
apresentaremos como soldados do Rei Jesus se vivemos
"escondidos" de Sua presença? Como poderemos afirmar que
fomos lavados pelo "sangue do Cordeiro" se o que falamos e
fazemos provam o contrário? Se a nossa vida espiritual foi
renovada pela presença do Senhor em nossos corações, todos
perceberão, mesmo que nada falemos sobre isso.


Deixemos, verdadeiramente, o Senhor nos transformar.
Deixemos que Ele molde todo o nosso procedimento. Deixemos
que Ele seja o Senhor de nossas vidas. Assim, seremos muito
felizes e a nossa vida será muito mais abundante e
vitoriosa.


DEUS te abencoe meu irmao(a).


Yola Tatiana Veiga Bastos

11 July 2011

Filhos Felizes

"Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra
incorrupção, gravidade, sinceridade, Linguagem sã e
irrepreensível, para que o adversário se envergonhe, não
tendo nenhum mal que dizer de nós" (Tito 2:7, 8).


De acordo com um sociólogo: No século 18, o objetivo dos
pais era que seus filhos alcançassem a maioridade. No século
19, o objetivo dos pais era que seus filhos conseguissem
bons empregos. Hoje, os pais desejam que seus filhos sejam
felizes.


Nós, cristãos, desejamos, hoje, que nossos filhos sejam
abençoados, realizem seus sonhos e vivam para sempre, na
presença maravilhosa de nosso Senhor e Salvador Jesus
Cristo. Quando eles rejeitam as ilusões oferecidas pelo
mundo e deixam Cristo habitar em seus corações, caminham em
segurança sob a proteção de Deus, têm suas necessidades
básicas supridas pelo Senhor e experimentam a alegria
verdadeira que em nenhum outro lugar pode ser encontrada.


Nós, pais, temos uma grande responsabilidade em tudo isso.
Precisamos dar o exemplo, precisamos ensinar a nossos filhos
o caminho do Senhor, precisamos estimulá-los a uma vida
santa e vitoriosa, longe das mentiras e enganos deste mundo.
Quando deixamos o Espírito Santo dirigir nossas atitudes,
dentro e fora da igreja, dentro e fora de nossas casas, o
brilho do Senhor é visto em nós e, como imitadores, nossos
filhos aprendem a viver da mesma maneira e, assim, são
abençoados e muito felizes.


De nada valeria nossos filhos viverem muito sem felicidade.
De nada valeria terem bons empregos sem que deles obtivessem
alegria. De nada valeria a alegria enganosa e passageira do
mundo. Com a felicidade do Senhor, poucos ou muitos anos de
vida valem a pena. Qualquer emprego produz satisfação e
regozijo. Viver com Jesus é sempre uma alegria que dura para
sempre.


O que você deseja para seus filhos? E o que tem feito para
que seu desejo se realize?

DEUS te abencoe meu irmao(a).


Yola Tatiana Veiga Bastos

9 July 2011

Não Vejo Nenhum Rebelde Aqui

"Ele é o que perdoa todas as tuas iniq&utrema;idades..." (Salmos
103:3).


Havia um rei que sofria com problemas de rebeldia em seu
reino. Certo dia, os rebeldes vieram à presença do rei e,
curvando-se a seus pés, pediram clemência. Imediatamente o
rei lhes perdoou a todos. Um dos amigos mais chegados do rei
se aproximou e lhe perguntou: "Você não disse que todo
rebelde deveria morrer?" "Sim", respondeu o rei, "mas, eu
não vejo nenhum rebelde aqui."


É dessa maneira que o Rei dos reis nos trata. Somos
rebeldes, mentirosos, egoístas, indiferentes às coisas
espirituais, mundanos... porém, quando reconhecemos nossos
erros e nos aproximamos dEle pedindo perdão, Ele nos afaga a
cabeça, recebe-nos de braços abertos e perdoa todos os
nossos pecados. E mais ainda, ensina-nos a andar pelo
caminho da verdade e ajuda-nos a viver de maneira santa,
pura e abundante.


O Senhor Jesus, ao entrar em nossos corações, transforma
nossas vidas e nos faz novas criaturas. Os nossos erros do
passado são, por Ele, esquecidos. Ele também nos orienta a
não pecar mais.


O sangue remidor de nosso Salvador nos purifica
completamente. E, quando o acusador vem para nos lembrar de
um erro do passado, podemos lhe dizer que deve cobrar tudo
de Jesus que "levou sobre Si as nossas iniquidades".


Quem tem Cristo em sua vida, é feliz e vive tranquilamente.
Além de nos perdoar as faltas, Ele nos conduz por sendas de
paz e regozijo, nos fortalece para que vençamos as
adversidades da vida e promete vitórias em todos os nossos
propósitos.


Quando paramos um pouco para refletir sobre o que éramos e o
que somos hoje, constatamos que todas as coisas mudaram.
Onde está a rebeldia? Não vejo mais. Onde estão as mentiras?
Não vejo mais. Onde está a depressão? Não vejo mais. Onde
estão as derrotas? Não vejo mais.


O que vejo agora? Vida! Alegria! Felicidade!


DEUS te abencoe meu irmao(a).
Yola Tatiana Veiga Bastos

6 July 2011

"Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e
todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6:33).


Há alguns anos atrás, foram encontrados, em um pequeno
apartamento de Boston-USA, os corpos de duas mulheres já bem
idosas. Elas haviam morrido alguns dias antes. Uma autópsia
revelou que a causa das mortes era desnutrição. Foram
encontrados, entretanto, costurados dentro dos colchões, nos
travesseiros e nas cortinas, cerca de 200 mil dólares em
dinheiro! As senhoras morreram porque não usaram o que
tinham para suprir suas necessidades diárias para
alimentação.


Infelizmente, às vezes, estamos morrendo espiritualmente
porque não nos apossamos das bênçãos que o Senhor Jesus tem
colocado diariamente à nossa disposição.Estamos definhando
pelo rancor, enquanto Deus oferece porções grandiosas de Seu
amor. Estamos sendo corroídos pela mentira, enquanto Jesus,
a Verdade, está ao nosso lado para nos estimular. Estamos
descorados pelas dúvidas, enquanto o nosso Salvador tem
querido derramar fé em nossos corações. Estamos adoentados
pelo desânimo, enquanto ouvimos, sem cessar, que somos mais
do que vencedores.


Onde está a nossa vitória? Onde está a nossa força? Onde
está o brilho saudável de Cristo, que há muito não é notado
em nossas vidas? Estarão, por acaso, costurados nos colchões
e travesseiros dos enganos mundanos?


Está na hora de descosturar tudo! Está na hora de descerrar
as cortinas que escurecem o nosso relacionamento com Deus e
deixar entrar o Sol da Justiça, para que tenhamos vida e
vida com muita abundância.


Está na hora de sair do apartamento das ilusões e caminhar
pelas alamedas dos sonhos e das conquistas espirituais. Os
bens materiais virão como consequência, para nossa
felicidade não para nossa morte espiritual.


Você já começou a descosturar tudo?
DEUS te abencoe meu irmao(a).

Yola Tatiana Veiga Bastos