12 August 2011

Repartindo Amor



"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas
Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a
na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si
mesmo por mim" (Gálatas 2:20).


Um homem passava por um grupo de crianças e notou que todos
estavam chorando ruidosamente. Aproximou-se de um pequeno
menino e perguntou: "O que aconteceu? Por que todos vocês
estão chorando?" Entre soluços o menino respondeu: "Todos
nós temos uma dor no estômago do Billy". Isto é verdadeiro
amor por aquele que está sofrendo.


Quando entendemos a vontade de Deus e o motivo pelo qual nos
chamou para Sua obra, o "Cristo vive em mim" não é apenas um
versículo contido em uma Epístola de Paulo, mas uma
realidade em nossa vida espiritual e uma forma de
glorificarmos o nome de Jesus.


Ao recebermos Cristo no coração, Ele passa a viver em nós e
nós passamos a compor o Seu corpo. Compreendemos que
precisamos viver em harmonia e que essa harmonia será
fundamental para a saúde espiritual de todos. Ao vivermos em
comunhão uns com os outros, todos seremos felizes e as
bênçãos de Deus serão abundantes em nossas vidas.


O filho de Deus deseja desfrutar do amor do Senhor. Deseja,
também, que todos desfrutem deste mesmo amor. O filho de
Deus encontrou, em Cristo, a salvação de sua alma. Almeja,
ao mesmo tempo, que todos sejam, também, salvos pelo Senhor.
O filho de Deus descobriu, ao encontrar-se com Jesus, que
"tudo é possível ao que crê". A sua vontade, a partir daí, é
que ninguém esteja desanimado e triste, como se não houvesse
solução para seus problemas. Sua maior alegria é proclamar,
com grande determinação, que o Senhor dos senhores acalma
tempestades, cura enfermidades, supre necessidades
financeiras, transforma os derrotados e tristes em pessoas
vitoriosas e completamente felizes.


Se seus amigos estão sorrindo, abrace-os e sorria com eles.
Se estão tristes, abrace-os e sofra com eles. Jesus encheu
seu coração de amor... reparta-o com todos.

DEUS te abencoe meu irmao(a).

Yola Bastos

No comments:

Post a Comment